CURA DE CORPO PERECÍVEL NÃO É FINALIDADE DE UM CENTRO ESPÍRITA (Jorge Hessen )

Abr 7th, 2014 | By | Category: Artigos

curasHomero Pinto Vallada Filho, professor do Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da USP, garante que, sob o ponto de vista social, a terapia complementar religiosa (ou espiritual) é uma aliada importante dos serviços de saúde. Recentemente Homero orientou a pesquisa concretizada pela médica Alessandra Lamas Granero Lucchetti, objetivando mostrar a dimensão do trabalho realizado pelos centros espíritas, o grande número de atendimentos prestados e os diferentes serviços oferecidos.

Lamas Granero obteve fazer um levantamento inicial de 504 centros espíritas da capital paulista que possuíam site na internet contendo endereço de contato. Notou que os principais motivos para a procura pelo centro espírita foram os problemas de saúde, mormente vinculados à depressão (45,1%), ao câncer (43,1%) e doenças em geral (33,3%). Também foram constatados relatos de dependência química,  problemas de relacionamento.

Aspecto que destacamos na pesquisa da médica é que nos tratamentos realizados, a prática mais presente foi a desobsessão (92,7%) e a menos frequente (graças a Deus!!!…) foi a cirurgia espiritual, e mesmo nessas cirurgias não havia os agressivos cortes (5,5%) – ótimo!… Outra coisa alvissareira que constatamos no estudo de Alessandra é que em quase todos os centros os pacientes são orientados a continuar com o tratamento médico convencional, caso estejam fazendo algum, ou mesmo com as medicações indicadas pelos médicos. Parece que os espíritas estão realmente mais conscientes.

Confirma-se assim o que estamos indicando em diversos artigos publicados sobre a temática: o Centro Espírita não pode e não deve ser um complexo hospitalar, entronizando métodos de cura física para os doentes que o procuram. Entretanto, deve priorizar a educação da alma em que se destaca a terapêutica da informação da Doutrina Espírita, considerando a terapia do espírito, a fim de que os doentes (espirituais) possam curar suas próprias moléstias (físicas).

O Centro Espírita é um pronto-socorro aos necessitados de amparo e esclarecimento, seja através da evangelização, das orações ou dos tratamentos espirituais; ou seja, pelas orientações morais e materiais. A Casa Espírita oferece as bênçãos do passe, que sabemos ser um método tradicionalmente eficaz para transmissão de fluidos magnéticos e espirituais em favor daqueles que se encontram, moral e fisicamente, descompensados, fortalecendo-se-lhes o corpo físico e o tecido espiritual (períspirito).

Portanto, é contraproducente transformar o centro espírita em hospitalzão, a fim de atender a todas as enfermidades físicas; isso é uma alienação, é perder o foco da prática espírita. Mas não há contradição em uma atividade de atendimento a enfermos portadores de problemas espirituais. Pode-se aplicar-lhes passes magnéticos, ofertar-lhes a água magnetizada (se for o caso), mas a tarefa fundamental do Centro Espírita é clarear e despertar a consciência daqueles que o procuram.

É bem verdade que a pesquisa de Lamas Granero descreve as atividades realizadas nos centros espíritas e salienta não só a importância social desempenhada por eles, mas também a contribuição ao sistema de saúde como coadjuvante na promoção da saúde, algo que a grande maioria dos acadêmicos desconhecem.

Reenfatizamos mil vezes que o centro espírita não tem por escopo principal a cura dos corpos perecíveis; fica bem nítido o equívoco em que incorrem os companheiros que, inadvertidamente ou empolgados excessivamente, prometem curas milagrosas para patologias que a medicina humana não cura. Todas as terapias para tratamento físico são secundaríssimas, até porque tratam de efeitos considerando a percepção que os enfermos têm da vida e sua maneira de viver. Para que as superficiais terapias (físicas) tenham efeito duradouro é preciso que os doentes busquem a transformação moral, pois a enfermidade é sempre um reflexo da alma, revelando que algo não vai bem na história comportamental do doente.

Uma casa espírita orientada pelos cânones de Allan Kardec prioriza o esclarecimento ao doente, informando-lhe que somente mudando a atitude equivocada que ocasiona a enfermidade é que se possibilita a cura. Quando não há uma transformação moral verdadeira a recuperação física será temporária, pois as doenças têm suas causas nos desequilíbrios morais. É exatamente assim a vida: colhemos o que semeamos, seja desta atual encarnação, seja das vidas anteriores.

Por fim, diante de todos os males e quaisquer doenças, a casa espírita deve orientar os doentes para a mudança de comportamento, centrando os pensamentos e os ideais em Jesus, pois o remédio da enfermidade é e sempre será a prática do Evangelho.

Tags: , ,

11 Comments to “CURA DE CORPO PERECÍVEL NÃO É FINALIDADE DE UM CENTRO ESPÍRITA (Jorge Hessen )”

  1. Pedro Ilho diz:

    Senhor Jorge, concordo plenamente com o que li neste artigo; Centro Espírita não é lugar de tratamento das doenças materiais, acho até que podemos receber alguma ajuda do mundo Espiritual no sentido de termos mais forças para lutar contra uma doença, se alguém vem pedir uma orientação de como agir em determinado assunto de obsessão como eu já tenho visto acontecer, mas cura não; porque sabemos que normalmente uma enfermidade é uma provação, e provação temos que resgatá-la, se a medicina terrestre não conseguiu é porque temos que passar mesmo por isso. Acho que no Centro Espírita temos que cuidar é da preparação dos nossos conhecimentos espirituais, temos é que estudar as obras básicas que Kardec nos deixou. Bem; é o que penso; com a palavra os entendidos no assunto.

  2. JOSE FRANCISCO DE ALMEIDA diz:

    Parabéns Jorge.
    Assunto muito bem tratado.
    Francisco.

  3. Ione diz:

    Como sempre esclarecedor e iluminado Muito grata e abraços.
    Ione

  4. fernando rosemberg patrocinio diz:

    EXCELENTE ARTIGO!!!
    GRANDE ABRAÇO AO JORGE HESSEN:
    fernandorpatrocinio.blogspot.com.br

  5. GERALDO MAGELA MIRANDA diz:

    Interessante a iniciativa de médicos nessa pesquisa. Isso demonstra o reconhecimento ao espiritismo e um interesse em validar o trabalho das casas espíritas no processo terapêutico. Bom sinal.

    Grande abraço
    GERALDO MAGELA MIRANDA

  6. Arnaldo A. Rocha diz:

    Bom dia amigo Jorge Hessen,

    Quantos que ao receberem a assistência dos bons espíritos por meio de tratamentos desobsessivos e da fluidoterapia se libertam ou têm seus problemas psicossomáticos amenizados, principalmente, quando compreendem que a verdadeira gênese das enfermidades que proliferam no corpo material, tem no espírito a sua origem.
    Relembrando o famoso poeta romano Juvenal: “Mente sã, corpo são”. “(…) Certamente, o único caminho de uma vida tranquila passa pela virtude”.
    Que o Espiritismo cumpra a sua verdadeira missão que é de ordem transcendental, deixando aos médicos terrenos a tarefa de “curar” invólucros físicos.
    Forte abraço!

    Arnaldo A. Rocha

  7. Arnaldo A. Rocha diz:

    Bom dia amigo Jorge Hessen,

    Quantos que ao receberem a assistência dos bons espíritos por meio de tratamentos desobsessivos e da fluidoterapia se libertam ou têm seus problemas psicossomáticos amenizados, principalmente, quando compreendem que a verdadeira gênese das enfermidades que proliferam no corpo material, tem no espírito a sua origem.
    Relembrando o famoso poeta romano Juvenal: “Mente sã, corpo são”. “(…) Certamente, o único caminho de uma vida tranquila passa pela virtude”.
    Que o Espiritismo cumpra a sua verdadeira missão que é de ordem transcendental, deixando aos médicos terrenos a tarefa de “curar” invólucros físicos.
    Forte abraço!

    Arnaldo A. Rocha

  8. Ana Valéria C.Paula diz:

    O assunto foi abordado de forma esclarecedora e condizente,mantendo o foco acertivo ao fundamento e proposta do Centro Espírita,ou seja,”evangelizar promovendo a reforma íntima,reeducação do espírito, e consequentemente alivio das mazelas que afligem o físico”.Abraços!Ana Valéria

  9. Sergio Jose diz:

    Estimado amigo, nossas saudações fraternas.
    Parabéns pelo importante artigo. Muito bem conduzida a reflexão sobre o motivo real da existência dos Centro Espíritas, como sendo ‘Escola de formação espiritual e moral’, ‘Oficina de Trabalho no Bem’ e ‘Hospital de Almas’… de Almas, não de corpos físicos.
    Excelente trabalho!
    Gostaria de pontuar, com o devido respeito ao vosso artigo, quando cita, próximo ao final do texto “seja desta atual encarnação, seja das vidas anteriores”, quanto ao fato de que, apesar da forma alegórica de falar, o Espírito possui apenas 01 Vida, embora vivencie múltiplas existências no vaso físico.
    No mais, deixo-lhe este link, de um outro artigo, que soma-se muito bem, em nosso humilde ponto de vista, ao tema por você abordado:
    http://firmezaebrandura.com.br/index.php/art/495-curas
    Um grande abraço fraterno.

    Sergio Jose.

  10. LIZBELA diz:

    MUITO BEM RELATADO O ESTUDO. O EVANGELHO É O PRIMEIRO PASSO EM TUDO.

  11. Irmãos W diz:

    Olá

    Caro amigo

    Jorge Hessen!!!

    Muito intessante esta materia!!!

    Como disse Cristo… Somos rodeados por uma nuvem de espíritos a nos observar!!! Se estamos com o nossa mente iluminada pelas lições no Nazareno da Galileia!!! Os Espíritos das trevas jamais conseguirão nos influenciar para o mal!!! Pois o mal e limitado em si mesmo!!! Como vc disse!!! Muitos centros espíritas acham que podem afastar os espíritos do mal da pessoa!!! Mais se eles afastam 1 vem outro!!! E necessario para os Centros Espíritas… Muito mais Evangelho para que a pessoa possa acordar… Pois as estrelas do céu não podem refletir sua luz num coração enxarcado de lodo!!!

    Fica com Deus

    Wander

Deixe um comentário